Por que o que eu faço com meu corpo interfere tanto na vida alheia?
Ana Clara Barbosa
3811

Caramba,esse texto tinha que ser difundido por ai. As pessoas tem muito esse problema de ter empatia com tais situações. Normalmente querem dar uma dose de resolução fácil,sendo que a vida não é assim.Para a mulher chegar ao ponto de decidir sobre o aborto ela se questionou muito,não é:”engravidei.Ah de boa,eu aborto”. Jamais -creio eu-,é uma decisão complicada pois querendo ou não afetará sua vida significativamente,estamos falando de uma vida que requer muuuuuita coisa. Ainda precisamos de muita mudança nesse Brasil,mas aos poucos estamos vendo mais “seres pensantes” do que alienados,se comparar com décadas atrás.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.