O golpista

Como deve ser 
escolher não ver?
Como pode ser
acreditar sem saber?

O golpista quer ser sofista, 
mas não passa de sadista. 
Ele diz ter ponto de vista, 
só se for o do egotista.

O golpista é tão malandro
que só não faz mal ao andro. 
O golpista é tão atrapalhado
que atropela até de lado.

Às vezes eu tenho inveja do golpista:
deve ser mais fácil
ter tantas certezas
ter tantas promessas
ter tantas pressas.
Deve ser mais simples
esquecer a realidade
ignorar a legitimidade
promover a insanidade.

É que, ao contrário do golpista, 
desse lado, 
prezamos pela verdade
preferimos a liberdade
priorizamos a comunidade
queremos a igualdade. 
Essas loucuras não reconhecidas 
pela nova “ordem progressista”.

Like what you read? Give Alice Hildstein a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.