Feitos um para o outro

eu acho perfeitamente aceitável a idéia de duas partes se complementarem, apesar de serem independentes e terem seus próprios rumos. um queijo continuará sendo queijo sem sua goiabada cascão, o que nos leva a assumir, por concreto, o mesmo do doce.

também tenho apreço pela idéia de que alguns odores, sabores, sentidos façam parte do universo particular de cada um e atiçar essa memória é muito proustiano.

sou ying e yang. branco e preto, amargo e doce. me condimento, me puro. sustento e represento uma cultura. não há manhã terna sem minha presença.

Like what you read? Give Bibiana Veronica a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.