Época de Dön, os dias que antecedem o ano novo tibetano

Tenho uma sensibilidade muito grande. Quase como um faro apurado pra treta. Isso me ajuda muito quando trabalho como jornalista e também em matéria de pesquisas astrológicas e afins.

Essa semana notei uma quantia enorme de acidentes de carro na minha volta, coroando com o de um amigo na madrugada do dia 29 de janeiro. Pois bem, fiquei intrigada, afinal tinha acabado o Mercúrio Retrógrado.

Depois disso ontem do nada meu computador entrou no puro caos. Poucos minutos depois um temporal devasta minha cidade natal, Porto Alegre. Não era possível, pensei novamente, o que astrologicamente estaria contribuindo com aquilo?

Acordo hoje, 30 de janeiro, salta aos olhos um vídeo do Waylon Lewis do Elephant Journal anunciando a época do Dön. É um período cármico que antecede o ano novo tibetano, muito mais complicado que Mercúrio Retrógrado.

O período de Dön é recomendado cultivar a presença. Acidentes, discussões, péssimas surpresas em viagens, catástrofes, tudo está favorável de acontecer entre 29 de janeiro até 7 de fevereiro, com um dia neutro no 8 de fevereiro e no próximo inicia o ano novo tibetano.

Ano passado eu lembro de vivenciar experiências bem fortes nessa época. Observei vários acontecimentos fora do comum, busquei pistas e lá estava o período de Dön. É meu faro de bruxa, apesar de muita gente achar que é sugestão, o que não acredito porque é todo um sentir antes de saber da informação.

Logo, eu sei que é carnaval, todo mundo quer se divertir. Mas, se você for esperta, ou esperto, permaneça no estado de presença e aberto. Tire um momento pra meditar. Isso protege.

Os tibetanos costumam falar que o que pode dar errado vai dar errado. Quem sou eu na fila do pão pra duvidar?

Esse desenho acima é meu: chama Dandara Buda

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.