Mas e aquela ideia que estava aqui agorinha?

Existem uns momentos muito peculiares da vida quando você olha para alguma coisa (qualquer que seja: gente, situação, dilema) e percebe que sua perspectiva simplesmente mudou. Assim. Não é mais aquilo que você achava — e de repente você se sente até meio burro por ter pensado de outra forma antes. Não dá nem para saber direito quando isso aconteceu porque fazia tempo que não pensava realmente naquela coisa (pessoa, situação, dilema), mas quando ela cruzou novamente a cabeça já era tudo absoluta e brutalmente diferente.

Talvez faça parte da lista de momentos que a gente precisa para ter certeza de que ainda somos humanos (do tipo que passa no teste do captcha). Isso é tão humano. É tão…particular. Mudar de ideia, mudar de visão. É bonito e é uma catástrofe porque no, no fim do dia, é só isso que nos mantém todos sãos: ideias no lugar.

Mas em alguns dias, essa natureza que a gente não evita decide (ou descobre) que “ah, isso agora não faz mais sentido. Nope. Você é estúpido, por acaso? Segure aqui esse novo conceito e lide com ele”. Eu nem sei se eu queria e talvez mais tarde eu volte aqui só para poder reler e “meu Deus, você perdeu a cabeça?”

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.