Percepções de uma vida sem crachá

Ontem, fez 09 meses que sai do mundo corporativo como empregada. Mesmo empreendendo paralelamente há 06 anos, me desdobrava para conciliar o meu negócio e o meu emprego. Ufa, foi um rebolado só! Honro muito os meus 21 anos de vida corporativa, pois, lá eu vivenciei a minha verdadeira universidade da vida, me deu resiliência, relacionamentos e experiências impagáveis.

Só que um dia aquele mundo não fazia mais parte da minha essência. Estar empregada, com horários a cumprir, um salário, uma cesta de benefícios e mais um monte de regras as seguir já não me cabiam mais. Aquilo passou a ser estranho, incômodo, como uma pedrinha no sapato. Quantas vezes me perguntava: estou sendo congruente, coerente com o que prego para as pessoas? Aí o sininho interno começou a ficar mais forte. E olha que eu trabalhava na mesma área que atuo hoje, com educação e desenvolvimento de pessoas.

Depois de um processo intenso de questionamentos, reflexões, pesar prós e contras, nasceu a decisão de entrar com tudo na jornada autônoma. E essa decisão veio forte, logo após a partida do meu pai, logo, ele que apesar de todos os tropeços, sempre foi muito autêntico e altamente empreendedor.

De alguma forma a partida física dele me impulsionou a tomar esta decisão tão desejada, tão latente dentro de mim. E, digo: VALEU A PENA. Olha minha carinha depois de uma manhã produtiva no home office. Foco no brilho no olho ;)

Arquivo pessoal

Não vou falar que tudo são flores, que não tenho medo e que tenho aprendido diariamente a definir o meu próprio modelo de negócio, para ser mais produtiva e congruente com o que penso, sinto, falo e faço.

Para mim, esse é o verdadeiro ganho da minha escolha empreendedora. SER CONGRUENTE, SER COERENTE, SER AUTÊNTICA.

Honre suas escolhas, honre quem você é. E, se pergunte: estou sendo coerente com o que penso, sinto, falo e faço?

Um beijo de alegria, Alinne Ferreira!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.