Quanto custa um poema?

Aldo J. R. Lima

Professor Associado/Letras-UFPE

Depende dos herdeiros. Se o ilustre antepassado estiver em alta a cotação varia entre R$ 1.800,00 a R$ 2.700,00; se estiver em baixa, a média será de R$ 800,00 a R$1.200,00. Veja-se então que um autor de livro didático que cite em seu projeto cinco poemas cotados cada um a R$ 2.700,00, seu editor terá que desembolsar nada menos que R$13.500,00. Isto só para um poeta e, por exigência dos herdeiros, para uma impressão de três mil exemplares. Se esgotada, nova cotação será realizada para a segunda e assim sucessivamente. E não há negociação. É pegar ou largar, como se diz.

Será que no itinerário poético de um tio, de uma avó, de um pai, de uma mãe, de um irmão e de mais um sem-número de poetas foi cogitada a possibilidade de suas poesias terminarem na cabeça reificada de uma netinha, de um filho ou de uma sobrinha, de um parente ou um aderente cuja fúria capital levaria a sua poesia para o silêncio e o esquecimento? Será que no meio do caminho desses poetas existiu alguma inquietação de que num futuro sua poesia poderia ser reificada?

Assustador e preocupante como herdeiros transformam a poesia de seus ilustres ancestrais em mercadoria, cotada como se faz com qualquer outra: o dólar, o ouro, o petróleo, a soja, a carne etc.

A Lei dos Direitos Autorais é justa e necessária. Legítima. Civiliza o uso, a citação, da produção artístico-cultural e da propriedade intelectual. Ela não autoriza, nem ampara, herdeiros a praticarem exorbitâncias e, por isso, estorvarem a editoração de qualquer projeto de estudo e pesquisa sobre a poesia, que obrigatoriamente tenha de citar e transcrever poemas.

Para rematar, explico o porquê deste texto: recebi um convite de uma Editora para fazer um livro para o ensino de poesia nas 3ª e 4ª séries do Fundamental. Um livro dirigido à Professora no qual ela encontrasse não só poemas para ler, pensar, estudar e brincar com as crianças, como também teoria da poesia e uma fundamentação psicopedagógica. Impossível fazer um livro desta natureza, com esta finalidade, sem citar, e transcrever integralmente, alguns poemas. Entregue o projeto do livro, a Editora, ao somar o custo total das citações, verificou que este ultrapassará R$30.000,00. Acrescente-se a este valor despesas com ilustração, design, gráfica, papel, impressão, divulgação. O preço final do livro ficou inviável. O que fez sua edição também inviável.

Diante de tamanhas cotações, eu me pergunto: em quais espelhos ficarão perdidas estas poesias; em quais espelhos ficarão perdidos estes poemas? Como convidar a criança para brincar de poesia sem isto… ou aquilo? Passarão… passarinho?