Sem oração, não há comunhão com Deus

“E quando vocês orarem, não sejam como os hipócritas. Eles gostam de ficar orando em pé nas sinagogas e nas esquinas, a fim de serem vistos pelos outros. Eu lhes asseguro que eles já receberam sua plena recompensa. Mas quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está no secreto. Então seu Pai, que vê no secreto, o recompensará. E quando orarem, não fiquem sempre repetindo a mesma coisa, como fazem os pagãos. Eles pensam que por muito falarem serão ouvidos. Não sejam iguais a eles, porque o seu Pai sabe do que vocês precisam, antes mesmo de o pedirem.”
Mateus 6:5–8

Em seu sermão da montanha, Cristo fala a uma multidão que o seguia e os ensinam a como ter uma vida moldada à vontade do Seu Pai. Assim como aqueles que estavam ao pé daquela montanha, ficamos admirados com a sabedoria e autoridade do nosso Senhor Jesus Cristo. Em três capítulos podemos ter um resumo da vida cristã, e aqui também são apontados os erros dos religiosos. Mas vamos direto ao assunto: oração. Duas coisas são indispensáveis na vida diária de um verdadeiro cristão: a leitura da Palavra e a oração. Sabendo da importância desse ato, o de falar com Deus, Cristo nos instrui a como se deve orar. Primeiro ele alerta para não sermos como os hipócritas, que fazem live, tiram fotos e gravam vídeos para que todos saibam como eles são ‘homens ou mulheres de oração’. Não devemos fazer isso. Cristo nos instrui a orar em secreto, em nosso quarto e com a porta fechada.

O momento de oração é sagrado e íntimo, uma relação entre você e o seu Pai. O seu relacionamento com Ele depende disso. Se você não tem uma vida de oração no secreto, de nada valerá sua vida de oração comunitária, que é aquela vida de oração que temos em nossas igrejas ao orarmos uns com os outros e clamarmos em uma só voz. Sem relação não há comunhão e intimidade. Na medida em que vamos ficando mais íntimos Dele, Deus fica cada vez maior. Lembram de Lúcia em As Crônicas de Nárnia?

“Aslam”, disse Lucy. “Você está maior.”
“Isso é porque você está mais velha, pequena”, respondeu ele.
“Não é porque você está?”
“Eu não estou. Mas todo ano que você crescer, você me encontrará maior.”

Podemos interpretar mais ou menos assim: quando crescemos espiritualmente, e isso provém de uma vida de oração fervorosa, vamos vendo o Pai cada vez maior, pois a nossa compreensão de quem Ele é vai ficando cada vez mais ampla. Quando estamos ainda dando os primeiros passos na vida cristã, nosso conceito de Deus e do seu poder é ainda um vislumbre. Não o conhecemos direito, mas sabemos que Ele é maior que o universo. E na medida em que vamos amadurecendo, nós vamos o conhecendo melhor e Ele se apresenta a nós bem maior do que pensávamos que ele fosse.

Nunca poderemos dizer com perfeição como Ele é, qual o seu tamanho e a dimensão da sua glória. Só o conheceremos verdadeiramente, só saberemos como Ele é em sua totalidade, quando estivermos ao Seu lado, e face a face no céu de glória. Sem oração, nada poderemos fazer. Sem uma vida de oração, meditando na Palavra, não poderemos conhecê-lo melhor e nem o veremos maior a cada passo da nossa caminhada. Muitos creem em Deus, mas pensam que Ele não é poderoso o suficiente para fazer determinada coisa.

Em vez de confiar somente Nele, confiam um pouquinho nisso, outro pouquinho naquilo, e acabam construindo para si um ídolo. E isso também tem a ver com a ingratidão nossa de cada dia, pois a cada dia em que não oramos, estamos dizendo para Deus: olha, eu não preciso de você para me dar forças e estou muito bem assim, pois sempre dou um jeitinho. Uma vida sem oração é uma vida centrada em si mesmo, idólatra. A oração mostra o quanto somos gratos, dependentes e o quanto confiamos em Deus. “Que seja feita a sua vontade”, assim deve ser a nossa oração diária.

Conversar com Deus, orar a Deus, sem repetir palavras, sem seguir um manual engessado. Deus está vivo, é o nosso melhor amigo e quer que conversemos com Ele como conversamos com os nossos amigos. Que possamos ter uma vida de oração diária fervorosa, que cresçamos na fé e possamos dizer assim como Lúcia disse a Aslam: “Você está maior”! Graças dou a Cristo Jesus, que abriu o caminho e nos deu o livre acesso ao Santo Lugar. Não desperdicemos esse tesouro glorioso, oremos sem cessar.

“Naquele dia vocês não me perguntarão mais nada. Eu lhes asseguro que meu Pai lhes dará tudo o que pedirem em meu nome.
Até agora vocês não pediram nada em meu nome. Peçam e receberão, para que a alegria de vocês seja completa.”
João 16:23,24