1 Review em 1 minuto: Neo Yokio—1a Temporada

O frustrante sobre Neo Yokio é que com uma quantidade tão grande de talento envolvido, você sente que a série deveria ser melhor. É uma ideia promissora: Ezra Koenig do Vampire Weekend cria um um anime sobre a futilidade excessiva da alta sociedade de Manhattan e consegue a ajuda de nomes de peso como Jaden Smith, Jude Law, Susan Sarandon e Jason Schwartzman. Ficou empolgado?

O problema é que Neo Yokio tenta ser muitas coisas ao mesmo tempo e não é excelente em nenhuma delas. Como sátira, ele não é esperto o suficiente; como comédia, não provoca tantas risadas espontâneas e como tributo à animação japonesa, o Netflix poderia ter investido na contratação de um estúdio melhor.

Isso não quer dizer que o projeto não tenha seu valor, o cuidado com os cenários e a música clássica de fundo indicam que com um pouco mais de zelo e em um mundo perfeito esse poderia ser um anime excêntrico inspirado em Wes Anderson, mas não foi isso o que aconteceu.

A ideia de um shounen em uma Nova York repleta de demônios, ocultismo, pop stars e personagens obcecados por moda é uma das mais originais do ano mas, por ora, Neo Yokio vale a pena ser assistida pelo seu conceito mas não tanto pela execução.

Nota: 6.5

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.