Ficar quieto no seu canto pode lhe ser um grande conselho motivacional.

As pessoas são constantemente empurradas pelo mundo para arriscarem mais, para desejarem mais, para quererem mais, para acreditarem que podem tudo. Isso é em muitos casos muito cruel para as pessoas.

Parece que o mundo não pode ver ninguém quieto no seu canto que logo vem desafiando-o a performances espetaculares, cobrando-o a aceitar desafios desproporcionais, incluindo-o em comparações absurdas com outras pessoas e a desejar aquilo que a pessoa não está minimamente preparada para obter.
Muitas pessoas que eu conheço, inclusive eu mesmo em algum momento, de repente começam a sentir que PRECISAM fazer algo inovador, desafiador, disruptivo e até mesmo heróico, quando não o queriam, quando nem pensavam em fazê-lo ou quando estavam ali numa zona de performance ótima. Fazendo com pouco esforço e grande produtividade o que estava proposto.

O mundo exige que você tenha planos gigantes, que nada pode ser “normal”, que se você optar por ficar fazendo alguma coisa “simples” bem feita, você é um acomodado.

Você precisa querer mais, você precisa conquistar mais, você precisa inovar, empreender, arriscar.

Isso me preocupa muito quando vejo pessoas, várias, de maneira desordenada, inadequada e com uma motivação bem artificial, tentando fazer parte deste teatro da máxima performance do mercado atual. Não é justo com eles, não é justo com ninguém. É cruel para uma pedra tentar transformá-la numa limonada.

Querer ser o outro é um exercício infrutífero, gera muito sofrimento e frustração, querer realizar uma coisa muito além das suas qualificações é um erro que custa muito caro.

Sou partidário de que cada um deve fazer melhor o que já faz bem. Só isso. Não importando se o que você faz bem não seja a “bola de vez”, não importando se o que você faz atrai muita ou pouca atenção. Não importando que vai gerar muitos likes ou muitos compartilhamentos. É muito lindo ver alguém fazendo o que faz bem. Quem você está fazendo bem alguma coisa, qualquer coisa, hipnotiza as pessoas.

Vejo agora, enquanto escrevo, a Gloria limpando nosso escritório. Ela o faz com um primor, uma dedicação, uma significância e uma habilidade única. a Glória está ali no seu momento de glória. Precisa de mais para ser feliz? Precisa querer muito mais do que isso? Será que para ser feliz realmente não é o suficiente sair de casa e fazer um pouco melhor o que você FAZ BEM?
Eu sei que nesta hora muitos dizem que isso é comodismo e que as pessoas deveriam lutar por algo melhor. É? Comodismo? E se ela estiver feliz fazendo isso? Realmente feliz.

E se ela deixar-se levar por essa energia que exige que as pessoas queiram mais e mais e decida iniciar um movimento gigante na busca de algo “maior”, “melhor” ou “mais alguma coisa”e não conseguir?!

E se ela exceder as expectativas dela e começar a querer mais do que a sua preparação permite? Ué ela pode se preparar e querer coisas maiores, claro que pode. O problema é que a maioria das pessoas QUER mais, antes de SE PREPARAR para PODER QUERER mais.

O mundo te empurra para querer primeiro e depois correr atrás da preparação. Como preparar-se demanda tempo, aí vamos querendo primeiro e depois a gente se vira. Se vira não, DEPOIS A GENTE SOFRE.

Considere a possibilidade de ficar onde você está. Considere começar a descobrir a beleza do que você faz atualmente. Considere fazer melhor o que você está fazendo bem atualmente. Considere que QUERER não é PODER.

Sério que você acha que um livro como Pai Rico Pai Pobre pode lhe oferecer a chave do sucesso financeiro? Sério que você acha que SOMENTE a decisão de virar um grande palestrante é SUFICIENTE para você conseguir sê-lo? Sério que decidir que você não quer mais “ISSO” para você, é suficiente para estar preparado para obter o que você nunca treinou para ter?

Muitas pessoas ao seu redor estão loucas para te dizer: 
- Cara não faça isso.
- Quando passar essa euforia você vai sofrer
- Fica quieto na sua
- Por que? Pra que?

Algumas pessoas não têm coragem de lhe dizer e algumas pessoas até gostam de você. PIOR, quando estiver nesse ESTADO de “empoderamento” você não vai escutar ninguém.

Bom, eu sei também que o preço de estar escrevendo isso será caro. Sei que vou ser chamado de retrógrado, velho, desanimador, desestimulador, dane-se. Não me preocupo. A vantagem de ser “velho” é poder emprestar a sua experiência pessoal.

Eu já errei muito, já me afundei em projetos “populares” e comerciais, já achei que uma ferramenta era mais importante que um propósito e obviamente me frustrei muito, sofri muito. Ah! E o fiz com um entusiasmo inefável. 
Também não tenho a menor pretensão de interferir nas suas decisões já que a coisa mais linda do ser humano é a sua IMPREVISIBILIDADE. Já vi de tudo. De sucessos comerciais gigantescos à fracassos catastróficos silenciosos (afinal ninguém divulga as derrotas) MAS a cada dia que passa tenho aprendido que ver a Glória limpando é um testemunho de que a felicidade pode estar aonde VOCÊ FAZ MELHOR O QUE VOCÊ FAZ BEM.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Almeris Armiliato’s story.