A garota errada.

Querido,eu não sou a nora que sua mãe sonhou.
Não sou aquela que você apresentará a sua vó num jantar de família, onde falarão de filhos,casa, carro e cachorro. 
Não sou a garota que se derrete ao receber flores pela manhã,vestida numa camisola de seda cor de rosa. 
Querido,eu estou longe de me adequar aos seus sonhos. 
Talvez se eu bebesse menos cerveja com amigas tão “inadequadas” quanto eu, falasse mais baixo, fosse mais discreta, estivesse sempre preocupada com meu cabelo e comprasse quatro sapatos de salto por mês. Mas, ao contrário, eu sou aquela garota que já terá saído para o trabalho quando você acordar, as 7h da manhã. Aquela garota que literalmente veste a primeira roupa que encontra no guarda-roupa, detesta shopping e vai a salões de beleza raramente. A garota dos batons estranhos e das botas de combate, das camisetas compradas na seção masculina, aversa a dietas e adepta dos vinhos, com o cabelo amarrado num coque improvisado, geralmente lendo livros velhos de autores antigos.
Não sou a garota que você vai levar a um restaurante caro, perfeita em um vestido de grife, equilibrando-se num salto delicadamente. Eu prefiro dividir com você a tarefa de cozinhar uma massa, enquanto falamos sobre o dia e o cenário da política atual. Não sou eu a garota que será amiga da esposa do seu chefe, falando de tapetes e vasos enquanto os “rapazes” tratam de negócios. 
Eu sou a garota que estará de camiseta e all star, com um microfone na mão, empoderando outras garotas que não se acham adequadas. Não vou ser a dona do seu lar, tampouco a mãe dos seus filhos perfeitos. Eu durmo com calças de pijamas masculinos e camiseta do Star Wars, ouço Motohead no café da manhã, e minhas amigas são incrivelmente similares a mim. Não farei um chá de cozinha, onde elas darão gritinhos histéricos quando eu desembrulhar um faqueiro de prata e taças de cristal. No máximo beberemos vinho e falaremos de artigos científicos. Tô mais preocupada com meu lattes,que com status social. 
Eu definitivamente não sou adequada. E me orgulho disso. 
O que eu tenho de mais precioso não se guarda numa caixa ou em um cofre. Eu tenho histórias, dias ensolarados, poesias. Eu tenho amor, amigos que revolucionam o mundo a cada dia só por existirem,adoro ajudar as pessoas, e meu sonho de consumo é um apartamento de paredes azuis e uma sacada pra encher de flores. 
Eu não posso te oferecer nada normal. Eu sou um ser em ebulição, uma alma em constante evolução, não tenho em mim o hábito de me conformar. Verá as flores do meu caminho, quem tiver pés e asas, pra me acompanhar.

Like what you read? Give Alyne Soares a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.