A TV Câmara, como “nunca antes na história deste país”, está sendo tão acessada. E isso, ao meu ver, é lindo. É o povo usando de suas televisões, no geral alienadoras, para consumir fatos úteis à sociedade.

O problema, porém, é termos que aguentar tantos políticos fazendo discursos genéricos, demagogos e usando o termo “deus” como argumento para “provarem” seus pontos. Políticos que usam da retórica como arma e são tão ou mais sofistas do que os mais indiferentes dos advogados.

Sim, é fato que esse parlamento é tão podre quanto qualquer corrupto que possamos apontar hoje em dia. Mas alegar que Dilma foi eleita democraticamente não anulará o fato de que esse parlamento, também, foi eleito democraticamente. E se ela cair, é como um efeito do próprio tipo de democracia que temos: representativa, em que somos representados por aqueles com os quais sequer nos identificamos.

Então que voltemos a aproveitar o show da democracia. É um momento histórico, por mais banal, podre e demagogo que possa ser.