Tipo de colegas do gênero masculino (vide homem escroto) que devemos evitar numa agência de publicidade

Gente, antes de mais nada: eu não parei com a minha série Entreviste uma mulher incrível só estou sem tempo para dar continuidade, mas vai rolar, se acalmem.

Pois bem, falando sobre este texto que resolvi fazer agora porque vi a imagem de um embuste que trabalhei, esse texto é sobre os homens que nós devemos evitar no ambiente de trabalho, que de alguma forma, irão tentar atrapalhar o nosso trabalho, muitas vezes ( na maioria delas) agindo sobre algo que chamamos de machismo velado ou machismo escroto mesmo que todas as mulheres do mundo já passaram.

1. O colega que tenta sabotar o seu trabalho da forma mais “fofa”

Famoso homem que parece estar do seu lado, mas não está. Ele faz de tudo pra ser um homem legalzão e gente fina. Ele está do lado das mulheres, é a favor da diversidade e da igualdade de gênero. Ontem mesmo ele compartilhou um post da página “quebrando o tabu” e fez textão sobre igualdade de gênero. Mas não se engane, amiga, esse homem é um verdadeiro em-bus-te. (amo essa palavra de uma forma que nem sei). Principalmente, caso esse ser iluminado seja seu dupla, ele vai deixar tudo nas suas costas, porque ele tem questões mais sérias pra lidar, sabe? Ele tem muita criatividade dentro dele e vive repetindo e te enchendo o saco que agência não é pra ele, que ele precisa explorar a criatividade dele em outro lugar, mas no final de contas quem segura tudo é você e na hora de apresentar as ideias, ele te corta ou te interrompe e na maioria das vezes, as pessoas acham que a ideia foi dele e não sua. Percebendo esse tipo de comportamento, mantenha o contato longe e faça de tudo para se proteger. Se envolva com mulheres de outras áreas, avise sobre as interrupções para ele e sempre jogue essa pauta na mesa, quando se sentir à vontade, assim quem sabe, ele entenda um pouco. Já funcionou comigo uma vez e algumas não, fica sempre a tentativa. Caso não dê certo, mate-o

2.O chefe que explica até como fechar uma janela no seu navegador

Esse aqui muitas das vezes eu tive vontade de matar. Ele é o chefe e é o bonzão, mas ele sempre deixa a entender que não existe hierarquia, ali todo mundo é igual. O gostosão faz questão de te explicar tudo: como falar com o cliente, como usar uma ferramenta (que você manja muito by the way), como subir as escadas, como abrir seu laptop, enfim, coisas extremamente idiotas que você certamente sabe fazer porque não é uma otária, mas esse lixo humano faz questão de explicar. Além de tudo, o chefe bonzão te “protege” de um jeito muito paternalista, funciona assim: ele te deixa longe de alguns jobs porque acha que não vai aguentar e só te repassa coisas “adequadas” para fazer. Guarde esse sintoma: ele te chama no diminutivo. Esse tipo de homem vai sempre, sempre questionar o seu trabalho, até você achar que não sabe de nada, e é aí que mora o perigo. Evite. Tente conversar. Mande links ou vá no RH (parte mais complicada, porque ele é o seu chefe, vai sempre existir perrengue e vão existir outros trabalhos, se esse tipo de comportamento persistir peça demissão. Sua saúde mental vale mais).

3. O topzêra que só fala merda

Temos aí um exemplo do que a humanidade deu errado: aquele cara topzêra que só fala bosta. Sério, ele caga pela boca.

Esse cara normalmente fica ali na áreas de mídia, produção, atendimento, planejamento é raro ter o topzêra, mas tem.

As pautas do topzêra são sempre as mesmas: falar merda do universo feminino. O topzêra só fala bosta. Ele já mandou foto do pau para várias minas da agência sem ninguém pedir, ele dá em cima das estagiárias de 18 anos e quando as mulheres falam algo relacionado a feminismo, feminino, universo feminino em geral esse homem sempre tá se metendo e falando adivinha o quê? isso mesmo, bosta!

O topzêra aparentemente é inocente, mas as atrocidades quando ele abre a boca para falar alguma coisa pode deixar o ambiente um pouco tóxico, por isso evite, ria mentalmente (de nervoso, no caso), mas evite e alerte quem estiver por perto.

4. O assediador legalzão

O assediador legalzão é um cara que já assediou uma mulher da agência, inclusive sexualmente, mas ele é muito legal. Ele é fã de gato, ele compartilha coisas de bichinhos, ele é massa demais, além de tudo é um fofo. Todo mundo sabe o que ele fez, mas ninguém comenta nada, porque afinal ele é muito brother, né?

O fato é que esse tipo de cara é um escroto, ouso dizer que o pior de todos os tipos citados aqui, pois banca de legalzão e todo mundo passa o pano. O pior de tudo: se esse cara for um pica grossa da agência, fudeu, não vai acontecer nada, feijoada. Ele não vai ser demitido, ninguém vai fazer absolutamente NADA sobre o caso, então já sabendo disso é bom evitar contatos.

5. O esquerdo macho que na frente das mulheres é uma coisa, na roda dos brothers é outra

Pois bem, aqui temos um tipinho que amo observar. É muito engraçado, mas no final é triste. O fulaninho é todo pró diversidade, direitos das mulheres, maconheiro porque tá na moda, compartilha vídeos do Liniker e todo esse etc que já conhecemos.

Esse homem, ele tem todo esse lema vibes cravado na testa. Esqueci de dizer que esse tipo sempre manja muito de astrologia. Bom, vamos aos fatos.

O tipo esquerdo macho pode ser tudo isso, mas quando está na roda dos amigos e quando aparecem assuntos desconfortáveis sobre qualquer questão relacionada ao sexo feminino, ou até sobre outras questões sérias sobre minorias, esse cara NUNCA se posiciona, ou seja, mais um macho lixo na humanidade que devemos alertar nossas colegas de trabalho e amigas.

Bom meninas, hoje no vídeo é só isso mesmo, ops, aqui no medium. A temporada feminista continua e é longa. Entreviste uma mulher tá chegando com tudo, por favor, me aguarde e não desista. ❤

PAZ!