o ponto preciso em que algo explode e te desperta para um grande acontecimento.

ou só um acontecimento. que seja! algo que te movimente e impulsione.

eu sou aquele personagem que ficou nas preliminares do quase, mas não aconteceu. não houve um momento chave ou uma descoberta angustiante. como se eu tivesse ensaiado por anos para nunca entrar em cena.

o meu clímax não ocorreu. os telefones continuaram congestionados e, de vez enquando, capto alguma linha cruzada para interagir silenciosamente com a vida de um outro alguém. por que as pessoas de fora (ou aquelas que estão dentro das digníssimas redes sociais) parecem ter uma vida de um astro de TV? parecem coletar histórias consideravelmente admiráveis. enquanto desse lado eu só tomo muito cuidado para não perder os fones ou queimar a boca com o café quente.

a vida continua um risco, mas sair ilesa de uma queimadura mais forte ou um acaso desnecessário não te faz nenhuma campeã.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.