toc toc

toda vez a mesma história, é só você aparecer e bater na porta que eu vou correndo te atender.

eu não preciso nem perguntar quem é, meu coração te reconhece até do outro lado do hemisfério.

tu sabe a hora de aparecer e como aparecer, tu sabe o exato momento em que eu vou deixar qualquer rancor de lado pra abrir os braços e te acolher, meu bem.

você me conhece tanto que tem a certeza de que eu vou te querer aqui mesmo não sabendo até que horas tua visita vai se estender.

e eu não me importo mesmo, você está certa, então pode entrar as portas estão abertas e o café na mesa, quem sabe você não fica por jantar.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.