Cara ou Coroa

Quantas vezes a gente se despediu e eu fui dormir achando que isso ia acabar no dia seguinte? Todas elas acordei esperando que tudo terminasse bem.

Imaginei que minha intensidade versus a sua intensidade iam se somar e a gente ia perder a paciência com esse relacionamento que tem hora para acabar. É só por isso que não conseguíamos planejar nem o próximo final de semana, tudo em cima da hora, na medida da vontade. Chegamos até aqui.

Se todos os nossos problemas e os relacionamentos duram até a gente dormir… de manhã a gente resolve, recomeça. E no intervalo entre fechar os olhos e abrir, esperamos que o destino faça alguma coisa por nós.

Respiro fundo. Jogo uma moeda. Cara ou coroa. Enquanto a moeda gira no ar eu descubro para quem estou torcendo. De algum jeito, de alguma forma louca que minha cabeça pode solucionar qualquer coisa, descubro que não tenho dúvidas.

Que essa falta de coragem em se despedir seja apenas vontade de continuar.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.