embora ainda não tenha suprido alguns gaps como, por exemplo, o problema de pagamentos online em Angola.
Fintechs de Pagamentos contribuirão para o crescimento do sector financeiro angolano
Airton Lucas
891

Acredito que este problema deve ser superado por empresas privadas mesmo que trabalhando juntamente com bancos estatais, são os melhores candidatos e catalizadores de serviços a esse nível. Basta ver exemplos como Stripe, Braintree comprada pelo PayPal, etc… Este também pode ser um enorme oportunidade para empresas angolanas resolverem e se firmarem como pioneiras no mercado.