Ana e Prosa

dia 4

olá!

em companhia de milhares de outras reflexões, alheias, e do meu próprio tutano, e talvez por estar em lugar de água abundante… fiquei a tagarelar comigo mesma, sobre as incoerências da vida…

todos somos incoerentes, num grau ou noutro.. numa área ou noutra, passamos a mão na nossa própria cabeça, conforme as conveniências.

nossa prosa anterior incluiu Gisele Bündchen, e provavelmente cabe novamente a gatíssima aqui, nessa nossa prosa.
vejam vocês, falando em incoerências… Gisele que chamou Moro para um cafezinho natureba, na sua mansão lá pras bandas das terras do tio Sam.
dentro deste universo da não democracia, dá para sentir que de um jeitinho ou de outro, ela calou-se contra o golpe.

silêncio este, que por certo ajudou na esperança, e ainda ajuda àquelxs que desejam e precisam de um perdãozinho aqui e ali, no quesito dívidas para com a União, vamos no popular "dívidas de Imposto de Renda" não é mesmo?

bem isto posto, chamo a sua atenção, para o que este governo protegido por muitos silêncios esteve a aprontar, além da retirada dos direitos trabalhistas e sociais, de nós pobretões, mulambentos, e tals..
esse governo acaba de autorizar a extinção de uma área de reserva mineral na Amazônia!!!
e agora, Gisele Bündchen???
e agora, Fafá de Belém???
e agora, Suzana Vieira???
e agora, Maitê Proença [a sem sutiã por Belo Monte]?

e agora, Josés?

o texto do nobre presidente, que atende e muito os interesses das empresas estrangeiras, incluindo aí, aquele pessoal todo das terras do Tio Sam, hoje também terra de Gisele, pois ela é internacional, seus filhos tem DNA de lá também[eu de fato não sei]… seria um tipo de DNA universal?

o texto nefasto deste presidente que ora ocupa esse posto feito um rei, afirma que a exploração mineral “atenderá ao interesse público preponderante”.

ora ora ora… vamos tentar aqui juntxs, fazer um exercício para compreender melhor.

ele extingue de seu trono, sob o manto real, a Renca (Reserva Nacional de Cobre e seus Associados).
Renca, compreende uma área de 46.450 km² e se sobrepõe a partes de três unidades de conservação de proteção integral e duas terras indígenas, li isso na mídia tradicional, das famílias que apoiaram o golpe, e apoiam Temer…
digo isso, porque nossa prosa foi se encaminhando para a questão das incoerências…

é, mas vamos vir agora, para o nosso arroz e feijão, daqui do urbano, das coisinhas menores da vida?
que tal aquele pessoalzinho diferenciado, que ficou a bater em Lula, pelas facilidades que o governo dele criou, para que o povão pudesse trocar de carro, lembram-se?
'porque isso vai contra o meio ambiente, porque tirando o IPI, as ruas ficarão entulhadas de carros' diziam…

ou seja, nós os pobretões mulambentos teríamos carros zero? onde já se viu isso?!?

e o meio ambiente??

e assim pensando esse pessoal vestido de moleton, amarrava faixinha de malha na testa, e ia para sua corrida, ou caminhada matinal, que incluía, claro, abraçar uma árvore no caminho.

mas, por falar em incoerências, depois da corrida, e já suados, nada melhor do que um mergulho nas águas mornas e cheias de sais, das suas Jacuzzis, não???

sim, isso também me lembra as atrizes globais, mas, com certeza essa gente toda do moleton, que me manda, e que te manda:
> fecharmos o chuveiro enquanto nos ensaboamos, 
> tomarmos um banho dentro de um balde, para então apararmos toda a água que cair do nosso chuveiro, e assim jogar no sanitário, cujo xixi e cocô permanecem lá, durante todo nosso ensaboado, esperando essa água economizada do banho, para de nós se despedir… bye bye!
> essa gente, que nos manda fechar as torneiras, enquanto escovamos os dentes, com flúor e demais veneninhos…

essa turma só fecha a torneira quando a sua Jacuzzi estiver cheia, e só vai deixar escapulir um verbo contra esse governo, quando a coisa ficar assim escancarada, como esse crime contra a Amazônia…

e óbvio, esses artistas 'essas marcas ambulantes' assim farão, por ordens expressas e bem estudadas, nos / dos departamentos de MKT dos seus patrocinadores, conforme rezam seus contratos.
e assim, 'E' quando autorizado, esses farão soar uma notinha aqui e ali.

visse?

por que ando a falar tanto de Gisele? peguei no pé dela?
não, é que uma brasileira assim tão famosa, tão internacional, com vida tão eticamente correta, é um dos maiores exemplos de "pessoa marca", dos patrocinadores transnacionais super de peso, exemplo de padrão de uma sociedade, estilo de vida que é para ser seguido…

ops… seguido não, olhado com os olhos e lambido com a testa.

banho de jacuzzi pra você? não.
pra nós, banho dentro do balde!

só por isso, falei dela.

inté,

eu volto com A novela

Beleza de Dentro… mas também pode ser de fora.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.