do mar

(milena)

devagar
a chuva vem e trás
alguma coisa a mais
além da paz

calma e só
assim, sem si, nem dó
tira minha razão
e os versos vão

lá do céu
além do se é,
além do que se quer,
além de mim

são as lágrimas
celestiais
que os seres bestiais
molham no fim

uma brisa
fria de amor
saudades e afins
que nasce em mim


pequenos versos compostos num dia chuvoso em saquarema, por Angela e Pedro Alves