em tudo

“falsa liberdade é a pior escravidão”

não, nada sei de camões

e mal entendo meus grilhões

à tudo que me foi dito

à tudo que reproduzo

à essa vida de comboio

visto minha pele de infinito

minto!

sequer ouço meu grito

meu deus,

entre sonhos não ditos

um vazio que sinto

como essas palavras, mal escritas

hábitos que repito

que pele é essa que habito?????

sentir não faz tanto sentido

é isso que eles querem

blocos de granito