Andre Mazzetto
Jan 2, 2018 · 2 min read

Oi Denise, obrigado pelo seu comentário!

Em uma coisa concordamos: Astrologia não é ciência, por isso deveria parar de ser tratada como tal. Não digo isso apenas da astrologia. Se você procurar, já escrevi por aqui sobre homeopatia, efeito placebo, terra plana, entre outros assuntos que são bastante difundidos como Ciência, mas na verdade, não são.

Eu trabalho ha cerca de 15 anos diretamente com Ciência, e como um cientista, posso te dizer que ela não é “encaixotada” ou “engessada”. Ela segue um método simples e está aberta a qualquer hipótese, por mais absurda que possa parecer…só que é necessário provar, coisa que todos os tópicos citados lá em cima, incluindo a Astrologia, falham miseravelmente.

Pode parecer besteira, mas muita gente acha que Astrologia é ciência e isso é sim um problema. Não apenas na parte científica, mas também psicológica. Acreditar em Astrologia implica uma crença em predestinação cosmológica; é uma forma de determinismo.

O próprio Carl Sagan disse que a Astrologia só sobrevive porque:

“…parece trazer um significado cósmico à rotina de nossas vidas diárias. Ela pretende satisfazer nossa necessidade de estarmos pessoalmente conectados com o Universo. Astrologia sugere uma fatalidade perigosa. Se nossas vidas são controladas por um conjunto de sinais de movimento no céu, por que tentar mudar qualquer coisa?”

Também é ruim em relações interpessoais. Querendo ou não, muita gente vive com o estereótipo astrológico do outro, o que (e isso não é um exagero) é uma forma de preconceito. O que a Astrologia diz é: mesmo sem conhecer você, eu acredito em algo sobre você. Me diga qual é a diferença entre isso e preconceito racial, de gênero, religioso, opção sexual, e por aí vai.

Voltando a ciência, o problema da Astrologia é que ela é impossível de provar. Se alguém nascido sob um signo não se identificar com a descrição dele, astrólogos dirão que é por causa do ascendente. Ou da Lua. Ou do planeta na sétima casa. Ou do retorno de Saturno. Ou da fase da vida. O do início da era de Aquário. São muitos “se” e “ou”.

Com tantas possibilidades de interpretação, é quase impossível provar que a Astrologia está errada, e é aí que mora o perigo. Vira indiscutível, e como já disse lá no começo, isso não é Ciência.

    Andre Mazzetto

    Written by

    Biólogo, um cientista que não é movido a café. Entusiasta da Ciência e da Educação. Editor e autor do blog Ciência Descomplicada.