Andre Mazzetto
Nov 23, 2017 · 2 min read

Oi Júlia! Obrigado pelo comentário. Com certeza, diminuir o consumo de carne tem sim um impacto positivo, mas virar vegetariano/vegano também não é a solução do problema. Quando falamos em sustentabilidade dos alimentos e mudança de dieta, temos que prestar atenção a algumas coisas, como:

trocar de dieta te permite comprar produtos que são produzidos perto de onde você mora?

trocar de dieta te permite comer apenas o que está sendo produzido naquela estação do ano?

Por exemplo, um vegetariano que consome produtos que não são locais ou sazonais terá uma pegada de carbono maior do que um omnívoro ocasional que compra carne exclusivamente do mercado de agricultores locais. Temos que considerar aqui o transporte e também a importação do produto. Além disso, a maioria das plantações que utilizamos como base da nossa alimentação (arroz, trigo, milho, soja) são cultivadas em sistemas com recursos intensivos, ou em ambientes em grande parte artificiais (como monoculturas).

É importante detectar tendências alimentares e projetar quaisquer impactos de sustentabilidade. Quer um exemplo que está acontecendo agora? O número de produtos sem glúten disponíveis cresceu dramaticamente. Isso resultou em um aumento no consumo de proteínas vegetais de feijão e lentilhas. Isso irá mudar a forma como as culturas de proteínas são distribuídas globalmente e podem desviar ou aumentar o preço para países como a Índia que não se alimentam de carne bovina.

A solução não é simples. Está relacionada à cadeia global de suprimento de alimentos. Se você realmente quer “resolver o problema”, você só deve comprar localmente e os produtos que são produzidos na sua região, e na época do ano que esta cultura é colhida. Talvez este seja o mundo ideal de André. No entanto, é o desperdício de alimentos do dia-a-dia — tanto em casa como em cadeias de suprimentos — que podem tornar qualquer dieta insustentável, seja você vegetariano, vegano, um carnívoro ou uma combinação destes.

Abraço!!

    Andre Mazzetto

    Written by

    Biólogo, um cientista que não é movido a café. Entusiasta da Ciência e da Educação. Editor e autor do blog Ciência Descomplicada.