Como fazer um tutu de feijão

Relato de uma experiência na cozinha

20 de junho de 2017

Minha família viaja, deixando eu, uma geladeira semi vazia e R$100,00 sozinhos. Geladeira se chama Natasha. Já somos amigas a algum tempo, mas ela não anda muito bem de saúde. Tem pouca comida dentro dela. Tadinha

Uma pizza custa em média R$50,00 na cidade que eu moro. Então, pedir comida está fora de cogitação.

A solução foi tentar fazer comida. Não sou a melhor pessoa indicada pra essas coisas, mas vamos lá: eu estava sozinha e a Natasha doente. Abri ela e encontrei restos de arroz e feijão da semana passada. Não estão com uma cara muito boa, mas é o que temos pra hoje. Inconformada com a realidade, parto pro YouTube a procura de receitas que salvem o requentado. Achei sobre feijão tropeiro e bolinho de arroz. É, acho que serve.

Aqui diz que preciso de ovos mexidos, couve, cebola, salsinha, farinha de mandioca e feijão recém cozido. Eu tenho feijão e mandioca da semana passada e alguns ovos. Faço ovos mexidos e encaro o feijão. O filho da mãe tá cheio de água. Talvez, se eu deixar ele no fogo, ele seca. Queimou. Então pra não piorar, eu jogo a mandioca e o ovo mexido. Mas ainda não parece um feijão tropeiro. Falta alguma coisa…FARINHA!

Abro o armário. Temos farinha de trigo, farinha de rosca, um vidro com farinha mas sem nome, farinha de quibe, açúcar e arroz. Vai essa sem nome. Parece bom.

Pronto, ficou uma bosta, mas comível. Parece mais um tutu de feijão. Pronto, pro currículo vou colocar como qualidades: sei fazer tutu de feijão.

Agora, o bolinho de arroz. Preciso de ovo, arroz, milho, azeitona, farinha de trigo, fermento e alguns temperos. Tenho sal, arroz, a mandioca eu já usei, então vou colocar cenoura, farinha de trigo e ovos. Pronto, acho que dá pro gasto. Obviamente ralei a cenoura e coloquei tudo em uma panela. O ovo deu uma mexida. Acho que devia ter acendido o fogo depois de colocar o ovo. Deu ruim, mas misturou. Agora, a farinha de trigo. Diz a receita que devo colocar farinha até a massa soltar da minha mão. Pronto, soltou. Hora de fritar.

Voalá. Divino. Ficou, óh! Uma bosta. Taca-lhe o ketchup

Meu famoso tutu de feijão, guardado nas profundezas da internet, graças ao Kaio: https://m.imgur.com/a/fN3UC

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Ana Vitória Lima’s story.