Técnica em enfermagem troca creche de crianças por creche de idosos

A técnica em enfermagem Sidneia Bezerra da Silva, 37, trabalha em uma creche para idosos localizada na cidade de Maringá. Ela foi a primeira funcionaria da creche, que funciona a 5 anos atendendo a pacientes com Alzheimer e Parkinson.

Sidneia conta que sempre trabalhou em creches para crianças, e que decidiu trabalhar com idosos por ter cuidado dos avós nos últimos dias de vida deles. “Eu sempre gostei muito de velhinhos, pois sempre convivi com meus avós. Antes eu trabalhava em uma creche cuidando de crianças, depois comecei a cuidar de idosos que acaba sendo quase a mesma coisa, eles precisam de banho, cuidado, atenção, levam bronca assim como uma criança, só que com menos barulho e menos corre-corre”, brinca Sidneia.

A técnica em enfermagem cuida de toda a medicação e de todos os cuidados com os idosos, e fica responsável por eles durante a maior parte do tempo em que estão na creche, pois necessitam de maiores cuidados por terem menos agilidade. “A pior parte do meu trabalho é quando perdemos algum idoso. Quando algum morre, sinto como se fosse alguém da minha família, mas fico feliz em pensar que proporcionei dias felizes durante os últimos dias de vida deles”, conta Sidneia.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.