Motivos

Eu preciso me explicar. Queria fazer você entender que realmente a culpa não foi sua e que quando você for dormir, seus pensamentos não te culpem. Eu desisti de nós porque estava desistindo de mim. Me encontrava perdida nos meus próprios pensamentos e decidi que precisava de um tempo sozinha. Eu não disse isso pra você. Aliás, você acabou não entendendo nada. Eu entrei em desespero dentro de mim e talvez eu jamais consiga explicar isso quando te encontrar de novo. Quando eu volto pra casa, depois da escola, espero que você esteja sentado no sofá da minha portaria me esperando pra me abraçar e me beijar. Aliás, eu ainda sinto o gosto do seu beijo, da minha mão passando pelo seu cabelo, de nós dois de mãos dadas antes de dormir, de tudo. Só de pensar que eu nunca mais vou ter isso tudo de novo, eu entro em desespero e começo a chorar. Eu vou ser pra sempre prisioneira dessas sensações que meu cérebro me obriga a lembrar quando estou com saudades. E esse foi um dos motivos de eu ter terminado. Eu me encontrava presa dentro da saudade que eu sentia de você e agora me encontro presa dentro das lembranças de nós dois.

Será que um dia ganharei minha liberdade?

Like what you read? Give ana polito a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.