Sobre pensamentos aleatórios(muito).

Pense na sua cabeça como um grande e respeitado prédio de negócios, que você trabalhou duro para construir, pra ter a sua propriedade. No decorrer da construção, como um bom administrador e homem de negócios você passou meses percorrendo sala por sala, aprendendo com todo mundo que se propusera a estar lá, alguns ficavam nas suas salas por mais tempo, outros só estavam de passagem, talvez até alguns convidados, nunca se sabe ao certo o que estava passando na cabeça de quem passava por ali.

Desde o começo você se fez a seguinte promessa: nunca ousaria abrir a sala do futuro… Pois se fizesse isso poderia vir a atrapalhar algum projeto… Afinal, as pessoas vivem assim na vida de negócios, não é? Se contém em passar o seu tempo sentado na sua sala, a sua sala, as pessoas que entram por aí, sabem que essa é a SUA SALA, mas admita, já se perdeu várias vezes na sala das lembranças, já se perdeu por entre sorrisos de amizades sinceras, em tempos difíceis se perdia com frequência na primeira vez que soube que eu tinha um lar, o corpo da sua mãe, se tornando um ser só. O seu primeiro lar… E as vezes, se permitia se perder também no nada. Lá é seu(nosso) lugar de criação, lá é onde você faz o trabalho duro, pra que esse prédio de negócios continue funcionando. Lá você é respeitado, orgulhe-se disso e lembre-se que pro tudo se tornar tudo algum dia ele teve que ser nada.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Ana Carolina’s story.