Uma, duas… algumas das várias vozes

Eu não sei direito o que é essa coisa que a noite traz consigo, o ar se torna denso, aqui dentro do meu quarto as vezes mal consigo respirar, pensei sim em me levantar, abrir a janela e deixar o vento entrar. Mas pra explicar melhor digo que me divido em duas partes de mim mesma, a parte que quer mais do que tudo ter uma noite de sono tranquila e a parte que luta com unhas e dentes e todos os artefatos que a mente possuir pra que a primeira parte falha em seu trabalho… Bem, logo o meu pensamento de abrir a janela vai embora, eu não sou de revirar na cama, muito pelo contrário… Se eu me revirasse talvez eu me cansaria de parecer uma tonta e procuraria uma maneira de dormir, mas não me reviro porque esse ato me faz ficar mais acordada ainda, em total estado de alerta… É como se cada vez que eu virasse de um lado para o outro alguma parte do meu cérebro acordasse, alguma parte da minha consciência se despertasse e eu começasse a pensar coisas que eu mesma não sabia que poderia. É justamente por isso que eu não fico me revirando na cama. Por outro lado a sensação de ficar com o corpo imóvel e a mente trabalhando na velocidade da junção inquieta e descontrolada de duas partes de mim (esqueci de mencionar que cada parte de mim tem seu próprio cérebro, ou seja, estamos tratando de 3 cérebros.) é de fato agonizante, tão agonizante que posso comparar com a sensação de alguém quebrando a própria mandíbula com as próprias mãos, porque a boca não abriu o suficiente para o grito que estava pronto sair.

A noite as vezes tem dessas né, eu falo com tranquilidade que ninguém de fato quer ouvir a sua voz gritando com você mesma. Calma, posso explicar

- Pense em algo feliz, pense em algo que você fez de bom…. NÃO NÃO PORQUE VOCÊ VAI PENSAR NISSO? E O QUE VOCÊ DISSE QUE IA FAZER E NÃO FEZ AINDA?

- Pense em algo que você gostaria de fazer, pense em algo no qual você é boa…. VOCÊ? BOA??? SE VOCÊ É REALMENTE BOA PORQUE AINDA NÃO FEZ O QUE GOSTARIA DE FAZER.

E assim vai, é uma discussão eterna entre essas duas partes de mim, e eu, que sou só eu me perco no meio do caminho e acabo não apoiando nenhuma. É tanta gritaria pra se ouvir que pensando melhor, abrir a janela de fato não é uma boa idéia.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.