Mensagem para um (ex) amor

“ Ainda é cedo amor… Mal começaste a conhecer a vida’’

Lembro até hoje de uma vez em que estava desanimada com a vida e você cantou para mim essa música do Cartola.

Você sempre tinha um samba na ponta da língua para qualquer situação da vida.

E de fato como você disse uma vez, samba é filosofia.

Hoje, esbarrei com uma música do album “Efêmera- Tulipa Ruiz” e pela primeira vez posso ouvi-lo sem melancolia.

‘’Então vem, chega mais perto

Devolve já meu coração

Que tal, sair deste aperto

E decretarmos solidão a dois’’

Durante algum tempo, me neguei a passar por perto de lugares, músicas, filmes e pessoas que me lembrassem você ou nós duas.

Para mim foi difícil absorver a intensidade e rapidez que você passou pela minha vida.

Foi como um banho de mar.

E o mar sempre esteve presente nos nossos encontros.

Naquele abraço forte que você me deu pela primeira vez e ali tive a certeza que te amava.

Até no nosso adeus, onde chorei por ter sido feliz contigo, pela tristeza da sua partida e por saber que sempre iria te amar.

Amor pode não acabar né, ele se transforma.

~~Apesar do clichê~~

Eu te amei.

Sempre vou carregar junto de mim tudo o que vivemos e essa parte não cabe aqui, só nós duas precisamos saber.

Te desejo novos amores durante a sua caminhada porque ainda é possível amar nesse mundo caótico em que vivemos.

Sou grata pela nossa história!

Espero que esteja bem.

Com afeto, Ana C.