O que o hambúrguer tem em comum com a sua carreira profissional?

Em Fome de Poder, Fred Turner vai de funcionário a CEO do McDonald’s e mostra que para crescer, é preciso empenho.

Turner começou em algo básico: fritar hambúrguer. Seguia as normas e executava tão bem, que se destacou e teve a grande chance de dar uma guinada na carreira.

Antes de se tornar CEO do McDonald’s, Turner mandava ver na chapa.

Mas qual é a moral da história?

Para conseguir crescer, primeiro é preciso fazer bem o seu hambúrguer. Seja ele uma arte, um texto, um atendimento ou reposição de estoque.

Quando palestro sobre mercado de trabalho, vejo a vontade nos olhos recém saídos do ensino médio, e reforço que a trilha a ser percorrida é cheia desses hambúrgueres a serem fritos. Só elevamos nosso nível se temos empenho, disciplina e amor.

E não precisa ser pela empresa ou pelo chefe — faça por você, pela sua experiência profissional. Faça para ter um case legal para se destacar na próxima entrevista.

Só não vale deixar o hambúrguer queimar, pois a carne não volta ao ponto depois de virar carvão.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.