Voe Passarinho

Ana Laura

O pássaro está imerso no riacho

A sua música é um grito irracional

O observo com admiração

Eu estou sendo telespectadora de uma morte lenta e desesperadora

As sombras estão cobrindo ele

Como se simbolizasse o anjo da morte,

A espera do afogamento deste Sanhaço-Cinzento

Como esta criatura tão pequena

Consegue uivar tão alto

É o medo que todos os animais tem da morte?

E se eu disser que ela deve ser comemorada

A vida é um episódio

Olhos azuis caem água

Olhos castanhos no deserto

Eu sou lágrimas de exaustão

Eu sou o sentimento de arrependimento

A flor da dor.

-Ana Laura