[Fotografia] Um papo sobre “ter um estilo” para quem está começando.
Caio Braga
21

É muito engraçado olhar para trás e ver nossa trajetória até o momento. E imaginar que daqui a um tempo, o nosso presente de hoje nos trará essa mesma sensação amanhã.

Há algum tempo, eu acreditava que tinha que ser identificada por um estilo, seja na própria fotografia, seja na pós-produção, ou ainda na forma de contar histórias. Aí fui percebendo que estilo, na verdade, é o meu olhar, influenciado totalmente por minhas vivências. Ou seja, algo que ninguém tira de mim, nem copia, que é meu, seja bom ou ruim. Então, se faço algo que realmente vem de mim, meu “estilo” estará lá, mesmo com toda a metamorfose ambulante que faz parte do meu ser. Somos seres em eterno desenvolvimento e é muito natural que nossa forma de ver o mundo, nossas referências e, consequentemente, nossa fotografia vá se transformando.

Excelente reflexão! E como alivia aceitarmos tudo como um processo. E nos aceitar no meio de tudo isso.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.