Esqueça tudo. Seja feliz

Esqueça as dores que sente diariamente ao levantar da cama. Esqueça os gritos que terá que ouvir no decorrer da carreira. Esqueça quem te fez chorar por meses. Ou aquilo. Esqueça o orgulho ferido. Esqueça o amigo que resolver sair da sua vida. Esqueça as vezes que você não falou “bom dia” ou “boa noite”ou “gosto de você”. Esqueça todos os arrependimentos que sente. Esqueça o quanto deseja que sua vida fosse outra.

Esqueça quem, o quê e aquilo que te faz sofrer. Esqueça tudo e lembre-se do amor. Lembre-se do abraço. Lembre-se de tudo o que te faz sorrir e que enche o coração de sentimentos difíceis de descrever. Lembre-se que a vida é recheada de descobertas que apenas ganham sentido quando vivenciadas na pele, na mão, no rosto, no coração, na realidade,nos sentidos. Mas lembre-se também que sonhar, que imaginar um mundo seu, que fantasiar lugares que deseja ir, traz muito mais vida do que atualizações de status e postagens.

Esvazie a mente e o coração de tudo que faz mal. De tudo que é depreciativo. De tudo que não é sorriso e abraço. E comece, sozinho, a enche-los de árvores balançando antes da chuva chegar. De cheiro de terra molhada dos pingos quentes da chuva de verão. Do beijo na testa antes de dormir e da coberta sendo colocada sobre o corpo com delicadeza. Da cortina balançando na manhã de domingo.

Encha de gargalhadas sem motivos. Encha com declarações de amor de filmes românticos. Encha com abraços quentinhos de vó. De cafuné na cabeça de mãe. De orgulho e felicidade de pai. De amor de irmãos. Encha com lembranças daqueles que fazem falta, e relembre quantas vezes necessário, para que nenhuma delas morram com a rotina.

O mundo não pára, se você não se impor. O mundo, a televisão, as notícias, as redes sociais, não vão te lembrar das coisas boas que a sua vida tem. Eles só querem enfatizar o quanto a vida é ruim, para que você deixe de dar valor nas pessoas, e comece a valorizar somente as coisas, as fotos e o excesso de dinheiro.

Se deixe transbordar amor, mesmo quando tudo em volta é ódio. Permita-se não endossar discursos de ódio, sejam eles quais forem. Agradeça mais do que reclama. Seja mais você, e não o que tem. Compre menos e gaste mais em momentos intensos com pessoas. Fale mais e escreva menos. Ame mais você e menos aqueles que te desprezam ou apregoam o desapego como forma de libertação emocional.

Certamente odiar é mais fácil que amar. Mas somente um deles traz a felicidade como recompensa definitiva.

Esqueça as mágoas. Lembre-se do amor. Seja feliz.

*Este texto é dedicado a Dy Moreira, que me ensina diariamente a ser feliz.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Ana Paula Bessa’s story.