O que é sucesso?

Li, antes de vir pro Medium, que este é um lugar para “escrever sobre assuntos que importam”. Fiquei um pouco na dúvida: será que eu escrevo assuntos que importam? Sei que importam pra mim, então, pelo sim, pelo não, cá estou.

Resolvi “inaugurar” minha presença por aqui com a minha mais recente experiência. Estive em um encontro com diversos profissionais, derivados das áreas de Marketing, Financeiro, Produção e Recursos Humanos. Fizemos uma dinâmica de apresentação muito simples, onde deveríamos caminhar pelo ambiente, ao som de Safadão (juro!) e, quando a música parasse, deveríamos olhar para a pessoa mais próxima, nos apresentar, deixá-la fazer o mesmo, e responder uma pergunta ditada pelos organizadores. Foram três ciclos, portanto, três questões. Nas duas primeiras, a dificuldade de ouvir o outro era imensa, de tão alto o volume daquele bate-papo animado. Na última pergunta, me impressionou os segundos de silêncio, acompanhados por alguns “hmmm” ou “bah”, e até um “vish”. A pergunta era:

Qual seu maior sucesso?

Por que cargas d’água temos tanta dificuldade de identificar/reconhecer um sucesso? Será que temos vergonha de não termos nada grandioso o suficiente?

Segundo o Dicionário Aurélio, “sucesso” se define como: s.m. Resultado feliz; êxito. / Acontecimento, fato, caso, ocorrência. Ou seja, você deseja algo, você realiza, você tem sucesso. Não precisa ser troféus, reconhecimento nacional, uma casa na cidade e outra na praia ou a criação de uma start up que acaba sendo vendida por milhões.

Eu ouvi de um participante que ele não sabia o que dizer, porque acabara de sair da faculdade, ainda não se via com grande relevância em seu ambiente de trabalho e morava sozinho, porque não tinha esposa, nem filhos. Então ele se deu conta de algo incrível: ele concluiu a graduação, estava vivendo uma experiência de desenvolvimento profissional, e havia conquistado sua independência. O que seria isso, senão uma história de sucesso?

Não tem nada mais desmotivador do que o peso das expectativas de terceiros em nossos ombros. Além de doer, nos faz minimizar cada momento de realização pelo qual passamos. A felicidade está diretamente ligada ao sentimento de sucesso, e ele só existe se você considerar o seu próprio conceito, não o dos outros.

Se você almeja ser um grande investidor de imóveis, está bem. Se você quer poder viajar todos os anos para um lugar novo, maravilha! Se você deseja, simplesmente, conseguir terminar o que começou, ótimo. Uma história de sucesso não é só aquela que culmina em alguém estável financeiramente, ou famoso. Você escreve histórias de sucesso todos os dias. Não tenha, jamais, vergonha de contá-las.