Os sonhos que movem o caminho

Sonhos bons, são aqueles que os temos acordados. Os de dormir, quase sempre, são enigmáticos e confusos. Mas os que são moldados pelos nossos pensamentos, sentimentos e emoções, são destemidos, simplesmente por existirem. Sonhos renunciados foram aqueles, que nasceram de sementes ilusórias. Sonhos realizados, são frutos daquelas (sementes), que surgiram para viverem no mundo real. Acreditar num sonho, não é idealizar um cenário de contos de fábulas (mesmo que essas, também nos ensinem lições preciosas para a nossa realidade…) mas sim, crer em algo bom, que nasce por algum fundamento etéreo dentro de nós. Sendo assim, deve crescer. Da mesma forma que se educa a um filho, é necessário, cuidar do sonho, oferecendo a ele, as boas ferramentas para o seu amadurecer, que podem ser: determinação, fé, lucidez, coragem, paixão e amor… Arrisco a dizer, que só quem ama, acredita de verdade num sonho. O amor é fonte abundante, que é jorrada sobre nós através da energia suprema de Deus. E se Deus é amor, sonhar para realizar é energia inteligente, porque sonhos bons, movem nosso mundo interior, daqueles ao nosso redor e quiçá de um coletivo inimaginável. O que um sonhador (a) é capaz de fazer pelo mundo, a própria história da humanidade, já nos revela a muito, através de seus escritos. Se a vida, é como ela se representa, com certeza, houveram sonhadores de mãos artistas para a moldarem, pintarem e delinearem seus traços. Sejamos então, sonhadores, lúcidos e conscientes de nossas possibilidades e deixemos fluir, no equilíbrio da harmonia, o encanto, quase mágico, de vivermos em alegria as obras semeadas e cultivadas de nossos sonhos, para que, em nosso porvir, possamos viver em plena felicidade.

Ana Rosa Zuffo

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Ana Rosa Zuffo’s story.