O porquê escolhi estudar na Schumacher College

Eu • momento de reflexão e contemplação da Natureza

Foi durante a minha jornada no Caminho de Santiago de Compostela (set/2014) que refleti sobre a minha transição de vida/ carreira, e sabia que para isso acontecer, era preciso ir para algum lugar que fosse transformador em todos os sentidos.

Por meses procurei cursos em escolas inovadoras pelo mundo, mas não me identificava com nenhuma. Um dia, estava na recepção do meu terapeuta quando li uma matéria sobre a Schumacher College, e assim que vi o site do college sabia que aquele era o lugar certo! Lembro de falar para o meu terapeuta, que me acompanhou neste processo de transformação por 4 anos: “Doc, já sei para onde vou! O lugar chama Schumacher College. É uma escola voltada para práticas sustentáveis que fica no sul da Inglaterra!”

Também lembro de dividir minha decisão com algumas pessoas, e a resposta era sempre: “Humm… essa escola é daquele piloto de Fórmula 1?”, “Nossa, porque você não vai para uma escola mais conhecida?”, “Com este dinheiro você pode dar a volta ao mundo”. Algo que aprendi nos últimos anos, foi ouvir minha intuição. Não se tratava de mais uma viagem, era a minha vida, e sabia que aquele era o lugar certo para mim.

Entrada principal do College • ao fundo está o Old Postern onde acontecem a maioria das atividades

Todo processo, desde que tomei a decisão de ir para a Schumacher (jan/ 2015) até a minha ida (dez/2015), foi de um ano de muita angústia, ansiedade, dedicação e claro, tive que encorpar o meu “pezinho de meia” porque não tinha um “paitrocínio”. Quando estava me programando para ir, a libra estava 4X1, até aí okay… mas quando recebi a resposta de que fui aprovada no processo, a cotação da libra disparou para 7x1. Hoje olhando para trás penso que qualquer pessoa um pouco mais racional teria desistido, mas eu nem pensei no dinheiro, porque algo dentro do meu peito me dizia que aquela era a hora, e eu tinha que ir.

O college foi nomeado em homenagem ao economista alemão E. F. Schumacher (1911–1977). “Small is beautiful” é a sua obra mais conhecida, onde ele criticava a forma como nossa economia estava crescendo e defendia a ideia de que a nossa felicidade não deveria estar ligada a riquezas materiais. Schumacher já nos alertava dos problemas que estamos enfrentando, detalhe seu livro foi publicado na década de 70.

Chegada no College • quase todos os dias somos presenteados pela Natureza com este pôr-do-sol incrível

Cheguei no college no dia 04/01/16. Lembro de me emocionar no taxi quando vi a placa que sinaliza o prédio principal do College, Old Postern. Não conseguia acreditar que havia conseguido e estava lá realizando este sonho. Por se tratar de uma comunidade, todos tem a responsabilidade de cuidar do espaço como sua casa. Não existe uma recepção, e sim uma sala de estar, com uma lareira enorme e linda, onde Satish Kumar (fundador da Schumacher) faz seus famosos fireside chats inspirando os moradores e visitantes da comunidade com seus conhecimentos.

Sala principal do Old Postern onde acontecem os fireside chats com Satish Kumar

Minha sensação quando cheguei naquele prédio construído no séc. XII, mais antigo que o Brasil, foi que havia voltado para casa depois de anos viajando por aí. Este prédio é onde são feitos os encontros entre os educadores e educandos, também conhecido como “aulas”. A relação aluno/professor como conhecemos não existe na Schumacher. Os educandos aprendem com os educadores e vice-versa. Neste prédio é também onde fica a cozinha que é cuidadosamente dirigida por Julia Ponsonby. Ela foi aluna do primeiro curso de Ciências Holisticas (1991), e hoje é responsável pelas receitas vegetarianas mais incríveis que já experimentei! Tem gente que vai só para comer… Rsrs O college tem a sua própria horta, e no meu último jantar (set/2016), 100% dos vegetais servidos naquela refeição, vieram do trabalho excepcional feito pela equipe dos growers durante todo aquele ano.

Staff, voluntários e educandos • todos ajudam nas tarefas diárias! Nesta foto estão os envolvidos no jantar daquela noite agradecendo pela nossa refeição e ajuda de todos.

No college todo mundo ajuda todo mundo. A porta do meu quarto nunca foi trancada, detalhe, não existe nenhum muro ou portão que separe o college da rua principal. É uma relação de confiança que nunca vi igual. Sinto saudades das conversas durante as refeições entre educadores e educandos, das fogueiras na floresta, acompanhada das rodas de música que se manifestavam naturalmente entre a comunidade, e claro, da família que fiz durante minha jornada.

Espaço de meditação no college

A rotina do college começa cedo. O dia começa com meditação as 7am, que muitas vezes é guiada por alunos, voluntários ou até mesmo pelo próprio Satish. As 8h30 am todos se encontram para o morning meeting onde a ideia é compartilhar o dia da comunidade, e na maioria das vezes um poema, música ou texto inspirador encerra este encontro. Das 8h45 am até as 9h30 am os grupos se encontram para ajudar nos trabalhos comunitários que muitas vezes são: ajudar a preparar o almoço, limpar os prédios e dormitórios ou até mesmo ajudar na horta :) Este era o meu favorito ❤ As 10h am começam as aulas, com uma parada as 1h pm para o almoço, e retornam na parte da tarde até as 4h45 pm onde alguns residentes e visitantes vão ajudar na cozinha a preparar o jantar. As 6h30pm é possível ouvir o gongo, sinal de que o jantar está pronto! A noite sempre as rodas de conversa se manifestam, mas alguns, como muitas vezes era o meu caso, tem que estudar e se preparar para o dia seguinte.

Não sei se eu escolhi a Schumacher ou se o college quem me escolheu, mas um dos maiores aprendizados é que tudo tem a sua hora. Muitas vezes ficamos ansiosos por uma resposta ou sinal de como fazer esta transição, mas não existe uma fórmula. Precisamos respeitar as nossas individualidades e entender que cada um tem o seu momento.

Hoje já existe uma comunidade da Schumacher aqui no Brasil que é liderada por ex-alunas (Escola Schumacher Brasil). Todos que buscam um estilo de vida mais centrado no ECO ao invés do EGO, são muito bem-vindos! Quando mais gente co-criando para um mundo mais justo e equilibrado, melhor para nós e futuras gerações :) ❤