Achei que esse seria mais um dos recomeços, não diferente dos outros e que era necessário por algum motivo.

Mas eu já tinha passado tanto tempo me privando e tentando esconder o que eu realmente tenho vontade de fazer, dizer… que tudo foi acontecendo de repente. E eu me sentindo cada vez mais leve, tão menos preocupada, como se eu fosse cada dia mais eu.
Confesso que ando meio cansada, sabe? Mas um cansaço diferente… um cansaço de não querer mais reclamar, de não querer pedir, de não fazer nada, de deixar as coisas acontecerem. Confesso que às vezes me dão umas crises de insegurança, um medo e ao mesmo tempo uma certeza de tudo que quero ter, que quero ser, que quero fazer..

As vezes me acho um pouco depressiva. As vezes tenho medo de estar ficando louca. Tem uma hora que cansa querer bancar a “forte” o tempo todo, nem sempre é fácil erguer a cabeça colocar um sorriso no rosto, olhar ao seu redor como se nada tivesse acontecido e seguir em frente.

Queria saber colocar toda a dor, toda a decepção, toda a frustração, todo amor pra fora de mim. Queria me sentir livre de qualquer sentimento.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated carolhin’s story.