Oi André, gostei muito do seu texto.
Floriza Gomide
11

Agradeço tua resposta, Floriza.

Sim, a dureza é a hegemonia e a naturalização do processo de escolarização como forma de educar.

Tem bastante gente pensando e praticando outras maneiras de educar, mais abertas e sintonizadas com as necessidades do ser humano que vive hoje. Um dos meus objetivos foi provocar/convidar mais gente para que se juntem a nós.

Por favor, sinta-se à vontade para usar o texto com seus alunos. Ele está, inclusive, isento de direitos autorais.

Peço que, caso decida fazê-lo, depois me conte como foi a reação dos seus alunos e as discussões.

A Jabuticaba existiu apenas por 2 anos. Depois, ajudei a criar o Barro Molhado, que segue vivo. Posso indicar as pessoas que estão mais envolvidas com ele no momento, para você conhecer. Um bom caminho é pedir para entrar no grupo deles no Facebook.

No momento, moro em Sorocaba e estou envolvido com o nascimento de outra comunidade de aprendizagem não-escolar: a “Aldeia”.

Olha, fico super à disposição para conversar com você ou seus amigos do Movimento Humanista. Quero também aprender com as experiências de vocês.

Receba meu abraço!

Like what you read? Give André Camargo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.