Oi André, gostei muito do seu texto.
Floriza Gomide
11

Agradeço tua resposta, Floriza.

Sim, a dureza é a hegemonia e a naturalização do processo de escolarização como forma de educar.

Tem bastante gente pensando e praticando outras maneiras de educar, mais abertas e sintonizadas com as necessidades do ser humano que vive hoje. Um dos meus objetivos foi provocar/convidar mais gente para que se juntem a nós.

Por favor, sinta-se à vontade para usar o texto com seus alunos. Ele está, inclusive, isento de direitos autorais.

Peço que, caso decida fazê-lo, depois me conte como foi a reação dos seus alunos e as discussões.

A Jabuticaba existiu apenas por 2 anos. Depois, ajudei a criar o Barro Molhado, que segue vivo. Posso indicar as pessoas que estão mais envolvidas com ele no momento, para você conhecer. Um bom caminho é pedir para entrar no grupo deles no Facebook.

No momento, moro em Sorocaba e estou envolvido com o nascimento de outra comunidade de aprendizagem não-escolar: a “Aldeia”.

Olha, fico super à disposição para conversar com você ou seus amigos do Movimento Humanista. Quero também aprender com as experiências de vocês.

Receba meu abraço!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.