O casamento dos outros e a irresponsabilidade da zoeira sem limites
Flávia Queiroz
16521

Parabéns Flavia. Seu texto foi maravilhoso! Gostaria de acrescentar, que nunca conhecemos a estória por completo. Em muitos casos, aquilo que parece horroroso, é na verdade uma delicadeza.

Cito o exemplo de um amigo que permitiu que seu irmão com deficiência mental tocasse piano (que ele estudava com muita dedicação há 10 anos) na troca de alianças. Não foi perfeito, mas a igreja toda caiu em lágrimas com tamanho gesto de carinho.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.