Inspiro

Seria muita infelicidade sua pensar que eu escrevo para você
Até cômico, posso dizer, 
pois cada vogal, consoante, sinal e sentimento me pertencem muito bem.

Vez ou outra, quando fujo de mim
me dou o direito de me emprestar
e transformo-me em palavras que te arranham e te beijam e me fazem tua por entre os espaços de cada verso,
mas o ponto final que cala essa persona é minha decisão.

Portanto, não pense que eu escrevo para você
Eu escrevo meu próprio nome em todas as linhas.
O que você lê nas entrelinhas
pode ser você,
pode ser outrem,
pode ser toda a poesia que inspiro

mas o que definitivamente não é
é problema meu.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Andreza Ramos’s story.