Uma carta aberta a Mark Manson
Luca Atalla
15940

Cada texto, de cada autor (incluindo os outros textos relacionados de outros autores) reflete algo que você acertou na mosca em uma linha. “A carapuça não me serviu”. Cada um tem uma história, uma vivência, uma forma de se relacionar com o mundo, e dado um “molde”, você vê se se encaixa ou não, para alguns a carta foi um reflexo de si, para outros um retrato falado, para terceiros uma caricatura, para os últimos um recorte incoerente, e não há certo nem errado.

“Todas as grandes descobertas da ciência apontam sempre para a mesma direção, mostram a diversidade e a complexidade da vida sobre a Terra. Mais que isso, condenam a pretensão e a intolerância dos que pretendem já conhecer toda a verdade. […] Os sociólogos e antropólogos reconhecem que existem muitas visões da realidade nas diversas culturas, e que cada uma dessas visões formam um todo perfeitamente coerente.” (Extraído de um documentário sobre a herança negra do Brasil)

Like what you read? Give André Ishikawa a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.