Vai piorar

A frase mais falada pra futuras mães. Seguida de:
- você vai ver quando nascer
- você não viu nada

O que leva as pessoas a darem essa injeção de ânimo nas futuras mães? Suspeito que sadismo, repasse de agressão, vingancinha barata.

Não. Não estamos falando de pitacos. Pitaqueiros de plantão incluem todos os seres que um dia gestaram ou não um humano. Do porteiro que não sabe o seu nome e tem uma #diquinha até a sua mãe que já tem bastante experiência.

Estamos aqui discutindo os sádicos, as pessoas macabras, as pessoas sem senso de responsabilidade que saem falando por aí que a futura mãe vai ficar 2 anos sem dormir, 2 anos no Walking Dead da maternidade.

-Nossa, acordei 3 vezes essa noite pra ir ao banheiro
- Vai piorar. Você vai ver que quando chegar ao 8. mês não vai nem encontrar posição pra dormir, vai ir ao banheiro de hora em hora, vai estar furada feito uma peneira. E depois que nascer, esquece, nunca mais vai dormir NA VIDA. Vai virar do avesso, explodir de sono, vai ter mais olheira que a Amanda do BBB.

Pra você, desmotivador, meu sincero: PARA, CARALHO.

A gente não precisa choque de realidade. Só existe ideia romântica da maternidade quando você não está grávida. No momento zero da gravidez você já começa a fazer uma ideia bem real do que espera. Já virou do avesso vomitando, já desmaiou de cansaço, já teve uma síncope nervosa de tanto sono no engarrafamento, já enjoou com seu perfume preferido, já ficou uma noite inteira mijando de hora em hora, já sentiu suas roupas não caberem, já sentiu seu rosto ficar redondo, já se despediu de todos os seus sutiãs lindos e confortáveis pra começar a usar aqueles lindos beges de algodão, já achou que seus cheiros corporais tinham aumentado (e aumentam), já teve má digestão, azia, gases, prisão de ventre, hemorroidas, o pacote completo.

A gente já sabe que cansa. A gente já sabe que não vai dormir. A gente já sabe que vamos ficar gigantes no último mês, que os sapatos não vão entrar, que subir uma escada vai dar uma sensação de quase morte. Já sabemos os perrengues do parto, das anestesias, da falta de humanização, das episios, dos cortes, de fazer cocô na mesa do parto, do peito doendo, da amamentação te arrebentando os mamilos, do peito sangrando, depois da barriga e do peito caído. GENTE, PARA PELOAMORDEDEUS, A GENTE JA SABE.

Ou tem alguém aqui achando que vai ser que nem a Gisele? Sendo maquiada, arrumada e dando de mamar? Não vai. Ponto.

Então broder, o lance é o seguinte, se você sabe que vai piorar, ótimo, que bom que sua memória tá fresca, pode continuar guardando suas lembranças só pra você. Isso não ajuda. Isso não nos prepara. Isso não resolve nossos problemas.

O que resolve o meu problema é você esperar eu perguntar como foi a sua experiência caso eu queria saber. Caso eu não queria saber, sim, pode ser que eu não me interesse, basta a gente seguir a conversa, sem você pintar o inferno pra mim.

Até porque de boas intenções o inferno está cheio.

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.