p a i n

eu não sei falar das minhas dores
não sei contar minhas tristezas
é difícil contar os desamores
ou cuidar das minhas incertezas

eu só
escrevo
só sei fazer poesia
meio ruim, meio vazia
de vida

e quando dói
eu escrevo
quando a dor bate,
escrevo
quando a dor espanca,
escrevo

e quando ela me matar
eu espero
que leiam
que saibam
e vejam

que a dor
muitas vezes
é tão silenciosa
que só aparece
em forma
de rima
torta

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.