#PapoCoral Nº 2

Participei hoje de noite, junto com outros tuiteiros e blogueiros, dessa conversa com Alexandre Carvalho que é Diretor de Segurança e Operações de Jogos do Santa Cruz. Ele é coronel da PM, já foi da tropa de choque e instrutor. Demonstrou que conhece bem o assunto, e já viajou pelo Brasil e o exterior estudando essa questão da segurança em eventos esportivos.

Alexandre falou dos projetos de ampliação dos acessos ao Arruda, já foram construídos dois novos nos últimos meses. E que o número de catracas será aumentado. Ficou claro na conversa que os problemas financeiros do clube dificultam algumas ações, tal como a contratação de uma quantidade maior de seguranças.

Num ambiente de cordialidade e franqueza fizemos nossas críticas, e também sugestões de melhorias. O podcast Arquibancada Coral divulgou grande parte da conversa, escute aí:

Um lance que não curti é a questão da festa da torcida, cerceada pela PM e o Estatuto do Torcedor quando proíbe sinalizadores, por exemplo: o Coronel Alexandre defendeu a ação policial nas entrelinhas. Pelo menos reconheceu o exagero quando se proíbem coisas como papel picado, bandeirolas, etc. e se mostrou sensível a dialogar com o policiamento para que não hajam exageros.

Torço para que 2017 chegue logo, e o Time do Povo possa se reerguer com o apoio da torcida. Espero que continue esse diálogo da diretoria com a torcida.

Seremos campeões, VOLTAREMOS!

PS.: se tu é tricolor coral e ainda não conhece, acompanhe meu Twitter sobre o Santa Cruz, sua torcida e futebol em geral (além de algumas bobagens e um tantinho de política…): www.twitter.com/tuitdosantinha

Like what you read? Give Anizio Silva a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.