Rastros…

Deixo essas pegadas na areia, enquanto sigo esse percurso irracional que parecem ter lógica para meus pés. Tento entender exatamente o que significa esse vazio em meu peito, sei que em algum lugar a resposta estará me esperando alcançá-la. E se demorar? Irá partir? Irei perder?

Posso sentir falta de algo que nunca tive? Vejo coisas que não sei se são reais… Vislumbres de um possível futuro. Crio mundo, destruo sonhos, arranjo casamentos… Faço pessoas felizes… E a mim? Apenas resta escuridão… Penso quando irei encontrar algo semelhante ao que crio.

Vi, foquei, desejei… Ainda estou aprendendo a jogar esse jogo. Já briguei e fui derrubada diversas vezes, mas, você verá, um dia aquele pódio será meu. Não desistirei de lutar! E quando estiver pronta, desmanche seu sorriso, já posso avistar a vitória… A minha vitória, claro!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.