As quartas do meu Abril

Foi naquela quarta de Abril que eu percebi

“Eu vou amar esse cara”

O carinho certo foi suficiente para eu decidir me cegar para todo o resto

Esquecer da minha sensatez

Ignorar os talvez

Não pensar nos “e se”

E não me lembrar das complicações

Me joguei, com tudo, com fé

Tive que ir mas deixei meu coração contigo

“Me espera que eu volto pra buscar”, eu disse

Dei a volta no mundo e quis te mostrar

E mostrei, fiz vídeos só para você

Onde quer que eu ia

Lembrava de você a cada passo

Daqueles olhos heterocromáticos

Absurdos e inesquecíveis.

Fizemos planos

Pela primeira vez quis casar

Pensei em casinha confortável

Café da manhã na mesa

Carro grande, filhos, amor de manhã

Fiz do meu coração teu lar

Sem arrependimento nenhum

Se faria de novo eu já não sei

Porque vi que tenho em mim

Todo o vazio de carinhos do mundo

Que você preencheu quase por completo

Por algumas quartas no meu abril

E uns dias de Julho, Agosto e Setembro.