CORRENDO NA ESTEIRA DO PADRÃO

Quero parar. Aprendi que correr cansa.

Mas, quando observo meu corpo, sem a influência das ideias padronizadas, percebo que meus músculos não estão doendo.

Eu ainda tenho fôlego o suficiente.

Meu coração não está palpitando além do limite.

Não estou com sede.

Entretanto, a mente vem de novo me ludibriar.

Ela avisa que estou cansada.

TODO MUNDO CANSA QUANDO ESTÁ NA ESTEIRA.

VOCÊ TEM QUE CANSAR TAMBÉM.

A mente mente.

Ouça seu corpo. Não é hora de pensar. É hora de sentir.

Respire. Sinta seus pés no chão. Perceba como o seu braço se movimenta. Sinta seu tronco indo de um lado para o outro enquanto suas pernas seguem adiante. Seus músculos da perna contraem. Sua bochecha pula. Seu sangue bombeia. Coração pulsando. Mente quieta. Respire de novo. Agora sim, sinta o prazer!

''Preciso ir para a academia! O médico disse que isso é saudável!''

NÃO ACREDITE NO PADRÃO.

Saudável é exercitar-se como se ama e ter liberdade para escolher o local aonde você quer se exercitar e até mesmo a música que você quer ouvir (melhor é ir sem música. Assim, você consegue ouvir a orquestra mais linda que existe no mundo — seu corpo!). Dance, ande de bicicleta, pratique yoga, lute judô, faça balé. Conecte-se ao que lhe faz feliz. Como você ouvirá o seu corpo, se não está sentindo prazer com o exercício que está fazendo? Busque cada vez mais ouvir você e, cada vez menos, os conselhos alheios. E só acredite em um médico se ele olhar nos seus olhos. Caso contrário, é só mais um estranho correndo na esteira do padrão.

Like what you read? Give Anny Mesquita a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.