Empreendedor, Sonhar é na Cama!!!!

Física Quântica?!!!!! Foi a pergunta que , no íntimo, queria gritar….Foi a reação que tive há anos atrás quando ouvi alguém dizer sobre a importância dos estudos quânticos no nosso aperfeiçoamento pessoal, para alcançar tudo o que desejávamos. E como muitas pessoas fazem, nem dei ouvidos! Saí da sala de palestra, frustrado e decepcionado e até certo ponto irritado, pois buscava algo para o meu crescimento , e vinha “aquela gente” falar sobre física.

Acho que como todo reptiliano que se preza, eu sempre fui daqueles racionalistas ao extremo, sem religião, e não me auto declarava ateu, talvez, por conveniência. Sendo empreendedor visando resultado excelentes, a racionalidade era ainda mais acentuada.

Depois disso, por coincidência ou não ( coincidência é uma palavra que hoje não existe no meu dicionário), assuntos que envolviam os estudos e experimentos da física quântica sempre se deparavam a minha frente e depois de muita cabeça na parede e muito murro em ponta de faca, lentamente, fui entendendo e , cada vez mais, buscando pelos ensinamentos dessa física “esquisita”, esclarecedora de pontos existenciais jamais compreendido pela humanidade.

Hoje, Deus está presente na minha vida… mas não esse Deus que “pregam” por aí, mas um Deus que está em mim, em você, em todos nós, desde as “piores” até as “melhores” pessoas. Continuo empreendedor, mas procurando por uma economia colaborativa.

Não quero deixar esse artigo muito extenso. O meu propósito aqui é apenas refletir sobre o que tanto se fala hoje: nunca desista dos seus sonhos.

Sonho significa futuro e viver no futuro é não viver. Objetivo é traçar um caminho e segui-lo, na certeza que vai alcançar o que tanto deseja.

Alguém pode dizer: mas isso é apenas uma troca semântica, ou seja, duas palavras, apesar de usadas em sentidos diferentes, significam a mesma coisa! Deixe a técnica linguística de lado e procure ler com o coração.

Partindo dos conceitos de partícula — onda, da física quântica, saberemos que tudo é onda enquanto o observador (eu, você, nós) não der atenção a determinado evento. Tudo é onda enquanto estiver no campo ideal das infinitas possibilidades de realizações ( sonhos). O princípio da complementaridade revela essa teoria.

A partir do momento em que o observador desvia a sua atenção para o evento que deseja manifestar, esse evento passa a ser uma probabilidade de realização e se concretizará apenas com as suas atitudes ( objetivos).

Almejar um emprego dos sonhos e permanecer em casa, no sofá, é manter o mundo ideal vibrante de imaginações e desejos , sem nada realizar. Nesse caso o emprego dos seus sonhos, sempre estará no campo das infinitas possibilidades.

Quando levanta-se do sofá e começa a movimentar-se, o mundo ideal movimenta-se também. A frequência do que pensa, do que sente, quando adequada, faz a sua conexão com tudo o que precisa para realizar. É a probabilidade chegando a sua vida. É o emprego prestes a ser alcançado. Você como observador, transformando onda em partícula. Usando um termo mais técnico, colapsando a função de onda.

Portanto, não sonhe… tenha objetivos. Mas a grande questão ainda não é essa, mas é a de saber se o seu sonho é realmente um sonho. Em outras palavras: o que você quer para a sua vida, realmente? Ou seja, o seu objetivo de vida está alinhado com a sua missão de vida? Você gosta do que faz? Você se considera uma pessoa alegre?

A resposta para questões assim é a chave para um empreendedorismo criativo que leva a uma economia colaborativa.

Qual a sua missão de vida? O importante não é delinear o caminho e seguir rumo ao que “deseja”, mas sim, lá do fundo do seu ser, saber o que deseja. O caminho….., bem, esse o Universo (Deus) traça pra você!

Artigos longos tornam-se cansativos e enfadonhos. Os temas que abordei aqui dariam conteúdo para uma série deles e , porque não, um livro completo. Ficarei restrito na tarefa de escrever mais alguns textos, abrindo a possibilidade para a sua manifestação, para que possamos promover conversas produtivas em prol de um coletivo mais desenvolvido.