Ah o coração!

Ah como o coração é enganoso! 
me leva onde não deveria 
Ah mas como é delicioso 
atender todas suas manias

Ah como o coração é controlador! 
quer minha vida dominar
Ah mas como é pertubador
onde ele não está

Ah como o coração é egoísta! 
busca só seu próprio prazer 
Ah mas não há quem resista 
os bons momentos que ele pode trazer

Ah como o coração é tolo! 
faz escolhas irracionais 
Ah mas não há melhor consolo 
que seus toques carnais

Ah como o coração é injusto! 
cobra caro para amar
Ah mas não há nenhum custo
para quem quer apenas se doar

Ah como o coração é maldito! 
despedaça outro sem hesitar 
Ah mas não há coração partido 
que não possa a si mesmo se curar

Ah o coração! 
Como pode fazer tudo errado
e ao mesmo tempo ser tão acertado? 
Ah o coração!