Glande.

Sou uma fã do corpo humano e criativo que é um desenvolvimento, deus, os deuses astronautas ou quem programou este universo virtual que vivemos foi muito sábio ao fazer um glande, vulgo, cabeça da piraca. Mesmo com os meus quase trinta anos de experiência, eu ainda consigo me emitir com uma textura maravilhosa da parte do corpo humano. Eu ousaria dizer que poucas coisas nessa vida, são tão incríveis quanto passar uma língua e os lábios numa rola com uma cabeça bem desenhada, assim como um lance para o outro.

Gostaria trazer à memória - de quem aprecia é claro - aquela sensação de estar de joelhos, observando um belo espécime ereto perto de seu rosto, segurando com uma mão enquanto uma boca saviva e lingua espera anciosa pelo momento que entrará em contato com uma delicia da Cabeça da piroca que terá o prazer de ser chupada. E a sensação de gratidão que vem quando além de ser gostosa, uma desgraçada é linda.

A gente não sabe se chupa ou se agradece a quem criou, se engole de uma vez ou se passa sem rosto, e estes sentimentos todos acontecem naqueles segundos que antecedem ao boquete. Certamente como papilas gustativas entram em festa!

Tem times que o cara nem presta, mas é tão bonita a rola.

Like what you read? Give Blue. a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.