E se?

E se a dúvida que você pensa acerca de algo, estivesse certa?

É como que se você nunca tivesse saído da caixinha dos pensamentos que formaram quem você é; Vários pensamentos com algumas conclusões sobre até coisas que você nunca passou/viveu, mas, precisa ter um posicionamento.

Ta. Até ai, tudo bem. -Ou não

Oi? Oi! -Diálogo de duas pessoas que se gostam, e que aparentemente sentem falta uma da outra…

Estava escrevendo, sobre algumas possibilidades que podem acontecer — imprevisões do tempo — (se fosse a moça do tempo, diria isso, rs); Mas, a prosa inicial tomou outro rumo, a partir do momento que envolvo outra pessoa.

Foi por acaso o envolvimento desta; No have intenções — a priori —

Eu basicamente, pensei, pensei, e acabei que não concluir nada. ~Olha ela~

Na verdade, eu não concluir porque tem coisas que só o coração explica. Não sei ainda se voltei pro foco do “ e se” pois não falo de algo generalizado, mas, insiro agora o AMOR aqui, sim o AMOR.

E se, você amasse, quem nunca esperou? Ou quem, basicamente acreditou que seria só mais uma pessoa na sua vida? O que acontece agora? Continuemos? Revemos? Facilitamos o sentimento?

Ser racional agora, não faz mais sentido.

Ego diz: Deixem, fluir, por favor...

Ok, ego, tens razão. Assim seja.

FUTURO > PRESENTE FODA!

Será? Sim!

E se? não é mais o “e se”, o termo mudou.

Vamos agora para o: “nós” . . .

Pensamentos aleatórios de uma pessoa que está na minha mente, ontem, hoje e agora. (provavelmente, com certeza, absoluta, amanhã também estará).

“vivendo nesse mundo louco, só quero me entregar um pouco, e sentir” Projota feat Anavitoria _ Linda (música abaixo)

Like what you read? Give “baiAna” a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.